Apagão aéreo: jornal desvenda o segredo


 Um levantamento preciso sobre as razões da crise da aviação comercial brasileira está circulando a partir de hoje.

Onde? Surpreendentemente no ‘Jornal do Senado’, edição semanal.

Alí a ‘crise’ está quantificada e ‘motivada’:

1 – O movimento de passageiros cresceu em ritmo acelerado nos últimos três anos (19% só em 2005);

2 – entre 2000 e 2006, o movimento de passageiros subiu de 41,7 milhões para 57,6 milhões;

3 – a frota de aviões despencou de 366 para 230, uma queda de 37%,

4 – só a Varig, que era a maior empresa aérea do país, perdeu 73 aeronaves e passou a operar com apenas 15;

5 – a TAM e a Gol passaram a responder por 86% da venda de bilhetes, caracterizando o chamado ‘duopólio’;

6 – em 2006, a margem de lucro da Gol foi de 15%, a da TAM, 7,6%. No mercado internacional, são raras as margens acima de 3% e a maioria das companhias americanas e européias registraram prejuizos no periodo.

7 – os aviões brasileiros, que até 2005 voavam apenas com metade da sua capacidade, têm hoje 72% de ocupação;

8 – o contingenciamento das verbas em infra-estrutura de controle aéreo, equipamentos e formação de equipes reduziu os investimentos nesses itens praticamente à metade.

Esses dados constam de discreto rodapé, na pagina dupla onde o ‘Jornal do Senado’ trata do assunto. Eles valem por uma CPI.

Fonte: Blog do Tão Gomes Pinto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: