Dr. Aldo Corrêa de Lima – Advogado | Professor | Teólogo

Penitenciárias e centros de internação vão formar jovens

 O Governo de Minas vai implantar nas unidades penitenciárias e centros de internação os projetos “Chefs do Amanhã” e “Diálogos da Juventude”, ambos com objetivo de formar jovens para o futuro.  A decisão de inclusão de jovens em cumprimento de medida socioeducativas e de pena nos programas foi anunciada, nesta terça-feira (28) pelo coordenador especial da Juventude, Roberto Tross, durante o 1° Seminário sobre Diretrizes de Políticas Públicas de Juventude no Sistema Carcerário e nas Medidas Socioeducativas, realizado em Belo Horizonte.

 

Dados do primeiro semestre de 2008, levantados pela Superintendência de Atendimento ao Preso da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), demonstram que Minas Gerais tem um total de 14.551 presos com idade entre 15 e 29 anos, o que representa 61,13% da população prisional no Estado.

Segundo Roberto Tross, esse levantamento justifica a inclusão desta parcela da juventude entre os beneficiários do programas “Diálogos da Juventude” e “Chefs do Amanhã”.  O próximo passo será a definição das unidades atendidas e de que forma esses programas serão implantados.

O programa “Diálogos da Juventude” tem por objetivo transformar o jovem protagonista e agente de transformação no meio familiar e na comunidade.

O projeto “Chef´s do Amanhã”, realizado em parceria com a Central de Abastecimento de Minas Gerais (Ceasa-MG), oferece cursos de capacitação para jovens, que participam de oficinas de culinária e recebem material didático com dicas de alimentação saudável e receitas econômicas e nutritivas.

Seminário

“O seminário tem por finalidade fomentar o debate sobre as políticas públicas de juventude e sua aplicação aos jovens em cumprimento de medidas socioeducativas ou recolhidos a unidade do sistema penitenciário e estes são dois projetos facilmente aplicáveis a este segmento jovem”, explicou o coordenador.

Para Tross, o seminário também representou uma oportunidade de a Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), organizadoras do evento, debaterem políticas públicas voltadas para um público de 15 a 29 anos.  “Vamos criar condições para uma vida melhor para esses jovens, para a sua reinserção social de forma mais ampla”, justificou Roberto Tross.

Para o subsecretário de Atendimento às Medidas Socioeducativas, Ronaldo Pedron, é uma articulação importante já que são secretarias que se reúnem para discutir tema comum. “O seminário tem por objetivo a elaboração de políticas públicas para que os egressos do sistema penitenciário e das unidades de cumprimento de medida socioeducativas não retornem à tutela do Estado”, disse.

 

Título Penitenciárias e centros de internação vão formar jovens
Autor Secretaria de Estado de Governo Data 28/10/2008
Links  
Arquivos  
Fonte: Carlos Alberto/Secom-MG

 

Autor: Secretaria de Estado de Governo

Anúncios

Arquivado em:Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • 2,507,879 - Acessos !

Digite seu e-mail no espaço abaixo e clicar em acompanhar para nos seguir

Junte-se a 2.386 outros seguidores

outubro 2008
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Leia a Bíblia Sagrada !

Salvação só em Jesus Cristo

Escritório:

81.3728.2648 e 8116.5304

Justiça Social

Apenas com Justiça Social seremos capazes de transformarmos a dura realidade das pessoas menos favorecidas.

Antes disso, é importantíssimo que possamos desenvolver uma mentalidade nacional voltada para o suprimento dessas necessidades básicas da população humilde, a fim de que tenhamos condições de sencibilizar a todos (inclusive nossa classe política, que há tanto tempo vem ocasionando esses desajustes perante a coletividade, afinal de contas, grandes importâncias pecuniárias estão sendo desviadas para o domínio ilícito particular da maioria desses políticos, assim como é de conhecimento público e notório e que quase ninguém faz nada).

Dentro dessa perspectiva, é fundamental que possamos fiscalizar, direta e indiretamente, a atuação do "Estado" e do particular (ONG's também) e exigir a punição aos infratores, especialmente, se forem Autoridades Públicas.

Dessa forma, talvez estejamos dando um passo concreto e mais eficaz em direção a um futuro mais equitativo para todos nós, principalmente para os mais pobres.

Bel. Aldo Corrêa de Lima - Advogado e Professor

Assembléia de Deus

Ministério Israel | Brasil | Pernambuco

Seminário de Teologia

Persiste em Ler, Exortar e Ensinar ... (1 Tm. 4.15)

Maluco por Jesus

Deus atraiu você até este site para falar-lhe algo ! Descubra o que é !!!

%d blogueiros gostam disto: